Novo EP de Nx Zero reflete fase conturbada da banda e seu atual momento: “Precisávamos nos reencontrar”

. . Nenhum comentário:

São dez anos de história e a mesma formação desde quando estouraram com o disco Diálogo, em 2004. A banda Nx Zero coleciona uma legião de fãs em todo o Brasil e agora marcar um “retorno” com um EP que não tem um nome específico, mas traz uma explicação como tema: “Estamos no Começo de Algo Bom, Não Precisa Ter Nome Não”. São quatro canções que resumem bem um período conturbado que os integrantes viveram, mas também mostra essa nova fase, mostrando que os problemas passaram e está tudo bem.

As canções foram gravadas em um estúdio, na praia, no começo deste ano. Todas são composições dos integrantes do Nx Zero. Tira Onda foi escrita por todos os integrantes, enquanto que Free Your Mind, Uma Gota no Oceano e a de trabalho, Vamos Seguir, são assinadas por Di e Gee.

E por que demoraram praticamente um ano para lançar este EP? Daniel, baterista da banda, explica: “É que aconteceu bastante coisa com a gente, desde nossa ida à praia para fazer música. Mudamos de escritório e também de produtor. Então, preferimos dar um passo para trás e resolver tudo com calma e naturalmente voltar a fazer música. Não queríamos ficar na pressa de lançar coisa, então saímos um pouco das regrinhas do mercado”.

O single escolhido para ser o de trabalho, Vamos Seguir, resume bem tudo o que aconteceu com a banda, segundo Daniel.

“Fomos para praia exatamente pelo que está falando na letra. A gente precisava se reencontrar, esquecer algumas coisas antigas, algumas paranoias. Até voltar mesmo a ser criança, ficar no estúdio e achar nossa essência, porque passamos por tanta coisa que acabamos nos perdendo”.

O que Daniel e todos os integrantes desejavam mesmo era o prazer em fazer música. “Voltamos a curtir mesmo, tocar, brincar com a música. Como conseguimos passar por essa fase conturbada, nos reencontramos como amigos. E foi nesse período que a gente fez esse EP”.

Quem teve a ideia de “fugir” para a praia? O baterista diz que cada um teve seu motivo. “Eu sempre pisei muito na tecla de sair do ambiente de estúdio e ir para um lugar mais leve, onde não tem pessoal de gravadora no pé. O Di estava numa fase de querer se encontrar, ficar só a gente. Cada um acabou tendo um motivo pra reunirmos e ficarmos em um lugar só nossa”.

Ao ser questionado sobre um possível fim da banda, Daniel disse que a palavra “acabar” nunca foi usada pelos meninos. “Mas essa energia passou pela cabeça de todo mundo, porque a gente viu que as coisas estavam conturbadas e tiramos um tempo pra gente”. Após a ida para praia e produção das músicas, a banda deu um tempo para ver se realmente iriam ou não continuar. E para a alegria dos fãs, continuaram firmes e fortes.

“Em qualquer coisa que você entra, rotina, chega a um momento que você não sabe se aquilo tem paixão e se quer fazer isso o resto da vida. E todo mundo quis lutar com isso. Acho que é sempre bom, em qualquer relacionamento, questionar as coisas. A gente está plantando o que a gente quer. Porque, querendo ou não, a banda tem que ter o amor e você tem que plantar aquilo todo dia”, destacou o músico.


Notícias sobre essa fase da banda nunca foram veiculadas, pois eles preferiram manter o sigilo para ver o que realmente iria acontecer entre eles. Mas os fãs perceberam esse distanciamento do Nx Zero e ficaram atrás dos integrantes para saber realmente o que estava acontecendo. Daniel disse que aconteceu de tudo, desde boatos, com mensagens tanto na internet, quanto via whatsapp, de que iriam acabar, de que não iriam mais tocar.

“Em algumas mensagens, os fãs falavam coisas doidas, que a gente tinha enlouquecido. Os boatos acabaram rolando, porque a gente não deixou muito claro o que estava acontecendo. Simplesmente demos uma sumida”, disse completando e mostrando um lado bom. “Alguns fãs falavam que estavam com saudades, outros respeitaram esse nosso momento, dizendo que realmente a gente tinha que dar um tempo. Mas a ansiedade de ver algum trabalho novo era fácil de ver, principalmente nas redes sociais”.

O que seria esse 'algo bom'?

Daniel disse que o nome explicativo do EP reflete o amadurecimento dos cinco integrantes e como eles se comportam um com os outros e também com quem trabalham ao redor. “Esse algo bom é o jeito que a gente está se respeitando agora, as coisas que estamos querendo conquistar com banda, falar nas letras. O jeito que estamos conseguindo tocar as músicas novas, além de trabalharmos com um outro produtor, o Rafael Ramos, que trouxe outras influências para a banda, está vendo um outro lado da banda”.

Vem CD por aí sim!

Já que agora voltaram aos trabalhos, Di Ferrero, Gee Rocha, Caco Grandino, Daniel Weksler e Fi Duarte vão produzir sim um disco em 2015, só de inéditas. “A gente tem quase tudo pronto. As composições foram escritas após esse momento que passamos na praia e estamos mandando para alguns amigos, para ver o que eles acham. O Di mandou para o Lulu Santos uma delas e ele gostou muito da música. Temos seis ou sete prontas e queremos mais sete para o CD. O Di também falou com o Alexandre do Natriuts. Estamos sim, produzindo uma coisa nova”, finalizou.

Os fãs já podem aguardar shows em dezembro. A banda está voltando aos poucos com a agenda de apresentações e é só ficar ligado nas redes sociais dos meninos para saber onde poderá conferir um show do Nx Zero.

Ouça Vamos Seguir:





Fotos: Divulgação e Reprodução / Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos

Facebook

Newsletter

Translate