Entrevista: Cotidiano em versos; conheça o segundo disco de Fepa, Baseado em Fatos Reais

. . Nenhum comentário:

Ator, filósofo, cantor...talentos para poucos que podem expressar o que pensam e o que vivem por meio de seus textos. Textos que se tornaram músicas que, ao ouvir, você se identifica em um único verso. ‘A vida só começa depois de um café’, verso da canção Depois de Um Café, que está no segundo disco de Fepa, Baseado em Fatos Reais, traz essa sugestão. E em um bate-papo por telefone com o blog, o cantor, que já tem na família a veia artística – ele é filho de João Ricardo, do extinto grupo Secos & Molhados, que ainda tinha na formação, Ney Matogrosso e Gérson Conrad.

Baseados em Fatos Reais

As dez canções desse álbum, todas elas assinadas por Fepa sozinho ou em parceria, trazem bem essa identificação com o público que as escuta, como já foi dito. Para o cantor, todos os versos escritos vieram da maneira como ele enxerga a vida. “São aquilo que eu penso, questões que são relevantes para mim. Algumas trazem o tom de depoimento. Outras abordam meu olhar sobre a sociedade. E o nome do disco vem disso, ele veio a partir de uma pesquisa que eu fiz que discute o documentário no teatro, mas então, comecei a discutir a arte no geral”, explicou o cantor ao blog.

Além disso, Fepa já está vendo que seus fãs estão se identificando com suas composições. “Ontem eu vi em um post na internet, a pessoa escreveu o verso de uma das minhas canções e ainda afirmou ‘essa foi feita para mim’. É o que eu quero que as minhas músicas levem, a identificação com quem as escuta”, disse.

O cantor ainda conta com participações especiais em seu segundo álbum: Felipe Catto, em Depois de Um Café; Brisa Flow em 15M. e Silvia Machete em Essa Canção É Pra Ti.

A vida no teatro

A história artística de Fepa também inclui o teatro. Mas de uma maneira que podemos dizer, que ‘quebra o protocolo’. Quando muitos não querem falar de momentos marcantes na vida, principalmente quando se referem a algo triste, com o fim de um casamento, Fepa resolveu levar isso para o teatro. Quando estava se separando de sua ex-mulher, Janaína Leite, eles mostraram no palco o fim de um casamento, com o espetáculo Festa da Separação, na mesma época em que lançou seu primeiro disco, Pátio do Hospício.

“Como nos separamos na vida amorosa, precisamos traduzir aquilo de uma forma artística. E o que encontramos foi uma situação cênica, meio documental, virando uma experiência multi-linguagem”, explicou Fepa.

E ao ser questionado sobre levar um tema pessoal para o teatro, Fepa disse que a ideia foi colocar a história de uma forma direta, dentro da produção artística. “O depoimento aproxima muitas pessoas. Quando você fala que a história é baseada em fatos reais, o interesse aumenta, em saber como aconteceu, o que foi dito”, disse, completando que a ideia do disco também é essa. “Com meu disco, eu mostro as mesmas coisas. Mas eu não quero que as pessoas saibam das histórias, mas sim reflitam e se comparem a elas”.

Baseado em Fatos Reais x Pátio do Hospício

Fepa explica que há uma grande diferença entre suas dois discos lançados. Ao escutar Baseado em Fatos Reais, você vai notar uma mistura de ritmos, passando do folk e até o Rap. Já o primeiro, é possível ver a formação musical de Fepa. “Eu venho do rock, gosto de The Beatles e Eddie Vedder. Mas o segundo disco, eu parti do meu violão, que é o instrumento que eu componho, aquele violão de aço, mais a bateria e o baixo. E esses dois últimos, eu queria pegar deles uma referência da música negra, mais um groove do que um rock. E o Rap, eu coloquei porque eu me aproximo desse estilo por causa da palavra, o tom de discussão que ele traz”, disse se referindo a canção A Palavra.

Produção gráfica

Todo o encarte de Baseado em Fatos reais foi produzido por Douglas Mendonça, a partir de ideias de Fepa. “Eu fui apresentar um protótipo para ele e ele quis me desenhar. E ele fez uma moldura meio rococó. Fora que eu disse que adoro desenhos e pedi para colocar elementos pessoas, para deixar uma cara de urbana, que falasse mais do disco. Tem até fotos minha de quando era criança”, contou o cantor.

Do disco para os palcos

Em 2015, os admiradores de Fepa podem aguardar um show bem diferente. O cantor, que dá aulas de Filosofia e conciliou seus trabalhos para a produção do disco, agora vai atrás do que vai levar para o novo show.

E já adianta: “Não quero apenas fazer um show de música convencional, mas um projeto multimídia, um espetáculo do Baseado em Fatos Reais, com banda, vídeo, em um formato de arena”, finalizou.

Conheça uma das canções de Baseado em Fatos reais, Essa Canção É Pra Ti:





Fotos: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos

Facebook

Newsletter

Translate