Dueto de Caetano e Emicida e reencontro do Exaltasamba marcam a 20ª edição do Prêmio Multishow

. . Nenhum comentário:

E o prêmio Multishow deste ano foi marcado por diversos duetos, além do reencontro do grupo Exaltasamba, que chegou ao fim em 2012. A apresentação ficou por conta de Ivete Sangalo e Paulo Gustavo, sendo interrompidos algumas vezes pelas personagens de Samantha Schmütz e Cacau Protásio, na série cônica Vai Que Cola, exibida pelo canal pago.

O show de abertura ficou por conta da banda Skank, com a clássica Partida de Futebol, pois transformaram o palco em diversas quadras de variadas modalidades esportivas, já que o Brasil será sede das Olimpíadas em 2016.

Mas a apresentação mais comentada - e elogiada - nas redes sociais foi o encontro no palco de Caetano Veloso e Emicida, que tocaram algumas canções do último disco de Caetano, Abraçaço, como a canção que dá nome ao álbum e também A Bossa Nova é Foda, outra do álbum.

A plateia que aparecia não muito animada durante as apresentações, com direito a pedidos de Paulo Gustavo para que aplaudissem quando os indicados fossem mostrados. Além das aparições de Samantha Schmütz e Cacau Protásio que, no começo estava engraçado, mas aos poucos ficou cansativo para o evento que – querendo ou não – é longo, intercalando as apresentações e os shows.

Outra apresentação esperada foi de Péricles e Thiaguinho juntos no palco com o Exaltasamba, grupo que chegou ao fim em 2012, quando os integrantes seguiram com suas carreiras solo.  Eles fizeram uma volta aos 20 anos de carreira, cantando hits como Eu Já Tentei e Tá Vendo Aquela Lua, Eu e Você Sempre, Livre Pra Voar e Jogo da Sedução. Deu para relembrar o sucesso que o grupo foi.

Paula Fernandes foi outra atração, dividindo o palco com Zezé Di Camargo e Luciano. Marcelo D2 levou o rap para o evento ao lado do grupo ConeCrewDiretoria. Como o funk anda em alta, Anitta, que foi a vencedora, levando dois prêmios, das três categorias que concorria, e Naldo também dançaram e cantaram.

E para fazer suspense, deixaram as categorias de Melhor Cantor e Cantora para o final, pois Ivete concorria na segunda. Luan Santana levou a melhor e quem ganhou como a melhor cantora deste ano, foi a própria Ivete, que agradeceu aos fãs, por completar 20 anos de carreira este ano.

“Este país está repleto de grandes cantores e tem um temperinho da minha personalidade nisso. Tudo o que eu faço dentro da música é para mostrar para vocês. Obrigada aos fãs. Fico constrangida de apresentar o prêmio no qual eu concorro com outras pessoas, mas são amigos que eu admiro e gosto também. Somos poderosas como disse a Anitta. Grita gente!”, pediu a cantora para a plateia, após o discurso. 

Com algumas falhas técnicas, como um problema no TP, dito diversas vezes por Ivete e Paulo, além do som em que Marcelo D2 precisou recomeçar sua apresentação, os vencedores foram meros antagonistas no evento, pois não havia vibração, torcida, nem nada da plateia na entrega dos prêmios. Na verdade não houve nem um protagonista no prêmio. Posso dizer que apenas Ivete roubou a cena quando se apresentou por último, porque pediu mesmo para todos ficarem de pé e dançarem com ela.

Veja abaixo os vencedores do 20º Prêmio Multishow:

Júri Especializado

Versão do Ano - Bárbara Eugênia: Por Que Brigamos
Melhor clipe – Anitta - Show das Poderosas
Novo Hit - e quem ganhou foi: Mahmundi com Calor do Amor
Música compartilhada -  Metá Metá: MetaL MetaL
Mais Mais – Michel Telo

Voto Popular

Melhor Música - Thiaguinho com Buquê de Flores
Melhor Show - Paula Fernandes
Melhor Grupo -  Sorriso Maroto
Música chiclete - Anitta - Show das Poderosas
Experimente: Oba Oba Samba House
Artista Revelação - Karol Conka
Melhor cantor - Luan Santana
Melhor cantora - Ivete Sangalo

Superjúri


Melhor Disco - Guilherme Arantes (Condição Humana)
Melhor Show - EMPATE: Caetano Veloso e Gang do Eletro
Nova Canção - SILVA - Amor Pra Depois

Foto: Reprodução/Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos

Facebook

Newsletter

Translate